Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > Março > Imóveis da União serão utilizados para instalação de hospitais de campanha

Economia

Imóveis da União serão utilizados para instalação de hospitais de campanha

COVID-19

A SPU já liberou 45 imóveis em todo país; prioridade é para capitais e municípios mais populosos
por publicado: 30/03/2020 10h58 última modificação: 30/03/2020 10h58

Imóveis e áreas da União com potencial de uso para os hospitais estão sendo mapeados pela Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União do Ministério da Economia (SPU/ME) para serem utilizados como hospitais de campanha. Essa foi uma determinação da   Presidência da República para que sejam instalados hospitais de campanha em todas as capitais e grandes centros urbanos como estratégia para o combate à Covid-19. Em São Paulo, estado com maior número de contaminados pelo coronavírus até o momento, 15 imóveis já foram indicados pela SPU e liberados para os ministérios da Defesa e da Saúde.

Seguindo recomendações do Ministério da Saúde, a prioridade para a instalação dos hospitais de campanha vai para capitais e municípios com alta densidade populacional. “A SPU já disponibilizou 45 imóveis em todo país. São preferencialmente galpões, terrenos e edificações”, explicou Mauro Santana Filho, secretário-adjunto de Coordenação e Governança do Patrimônio da União.

Modelo

Em Boa Vista, capital de Roraima, a área da União destinada para a instalação do hospital já tinha sido solicitada pelo Ministério da Defesa. As determinações enviadas pelo Exército brasileiro orientam para que os imóveis possam abarcar o estabelecimento de áreas de isolamento de suspeitos em separado à área de infectados e também um local para cuidados, com a finalidade de implementar medidas efetivas para coibir a contaminação de novas pessoas. “Esse padrão será replicado em todo país”, afirmou Mauro Santana.