Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > Março > Governo auxilia brasileiros no exterior que não conseguem retornar ao país

Economia

Governo auxilia brasileiros no exterior que não conseguem retornar ao país

COVID-19

Passageiros que precisarem de ajuda devem preencher formulário disponível no portal Gov.br e solicitar o apoio
por publicado: 27/03/2020 10h03 última modificação: 27/03/2020 10h03

O governo federal está fazendo um esforço de coordenação para identificar os brasileiros que estão no exterior e, em decorrência dos cancelamentos de voos provocados pela pandemia do novo coronavírus, não conseguem voltar ao Brasil.

O objetivo é coordenar com empresas aéreas o rápido retorno dos cidadãos brasileiros ao país. Quem estiver no exterior precisando de ajuda para retornar –  incluindo estrangeiros autorizados – deve preencher o formulário disponível no portal Gov.br. A iniciativa é da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O questionário pede informações básicas como nome completo, local onde se encontra, código da reserva cancelada e meios de contato (telefone, e-mail etc). O pedido será analisado levando-se em consideração o número de pessoas necessitadas em um determinado país, bem como as possibilidades de organização de voos.

O cadastro é exclusivo para facilitação do transporte aéreo, não substituindo o contato para os que precisam de assistência consular. Estas informações estão no Portal Consular do Ministério das Relações Exteriores.

Transformação Digital

O formulário para cadastro de brasileiros no exterior em decorrência da pandemia do coronavírus é um dos serviços digitais oferecidos pelo governo federal. Atualmente, dos 3,4 mil serviços disponíveis no portal Gov.Br, 55% são digitais.

Desde janeiro de 2019, 585 serviços já foram digitalizados. Até o final deste ano, a meta da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia é tornar digitais 1 mil serviços. A expectativa é de que a totalidade de serviços disponíveis no portal esteja digitalizada até o fim de 2022. 


>   Com informações da Anac