Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 07 > Países contemplados no acordo Mercosul-União Europeia representam cerca de 25% de toda riqueza mundial

Economia

Países contemplados no acordo Mercosul-União Europeia representam cerca de 25% de toda riqueza mundial

Mercado Comum

Confira o resumo do acordo comercial anunciado na última semana
por publicado: 09/07/2019 17h40 última modificação: 10/07/2019 18h31

O governo brasileiro divulgou um resumo do acordo comercial anunciado na última semana. O texto completo segue em revisão técnica e ainda precisa ser aprovado pelos parlamentos (europeu e dos quatro países que compõe o Mercosul) e publicado pelos dois blocos.

O secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais, Marcos Troyjo, que conduziu as negociações pelo Ministério da Economia, define o acordo como um momento histórico, que muda o cenário econômico do país “Esse é um acordo que abarca mais de 90% de toda economia da União Europeia e também do Mercosul, é o maior acordo comercial entre blocos da história da economia mundial”, destaca.

O secretário reforça que o acordo entre blocos não afeta as relações comerciais do Brasil com os demais países. “Fazendo esse acordo com a União Europeia nós não queremos aumentar nossa corrente de comércio com aquela parte do mundo em detrimento de outras, nós queremos aumentar nossos negócios com a China e com os Estados Unidos, por exemplo, e não só comércio como também investimentos”, pontuou.

As empresas brasileiras serão beneficiadas com a eliminação de tarifas na exportação de 100% dos produtos industriais. Alguns produtos agrícolas de grande interesse do Brasil também terão suas tarifas eliminadas, como suco de laranja, frutas e café solúvel. Os exportadores brasileiros vão ter um acesso mais amplo, por meio de cotas, para carnes, açúcar e etanol, entre outros.

O acordo contempla aspectos tarifários e não-tarifários. Em compras públicas, por exemplo, empresas brasileiras poderão participar do mercado de licitações da União Europeia, estimado em US$ 1,6 trilhão. O acordo vai promover, ainda, um aumento da competitividade da economia brasileira, ao garantir, para os produtores nacionais, acesso a insumos de elevado teor tecnológico e com preços mais baixos.

De acordo com o documento, os países da UE reconhecerão como distintivos do Brasil vários produtos, como cachaças, queijos (como os da Serra da Canastra), vinhos e cafés. O que fará com que nossos produtos concorram de igual para igual ao de outros parceiros que já possuem acordos de livre comércio com a União Europeia.

Acordo em números

O acordo União Europeia e Mercosul irá criar uma das maiores áreas de livre comércio do mundo, isso porque, juntos, esses países representam cerca de 25% de toda riqueza produzida no mundo, cerca de US$ 20 trilhões e um mercado de mais de 780 milhões de pessoas.

O Ministério da Economia estima que o acordo representará um incremento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de US$ 87,5 bilhões em 15 anos, podendo chegar a US$ 125 bilhões.

O aumento de investimentos no Brasil, nesse mesmo período, será da ordem de US$ 113 bilhões. Com relação ao comércio entre Brasil e União Europeia exclusivamente, as exportações brasileiras apresentarão quase US$ 100 bilhões de ganhos até 2035.


Acordo de Associação Mercosul-União Europeia - Resumo informativo elaborado pelo Governo Brasileiro (04/07/2019)

Resumo informativo elaborado pelo Governo Brasileiro acerca do Acordo de Associação Mercosul-União Europeia.