Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > Março > Sepec/ME lança em Fortaleza programa para destravar a economia e gerar emprego e renda

Economia

Sepec/ME lança em Fortaleza programa para destravar a economia e gerar emprego e renda

Emprego

Mobilização pelo Emprego e Produtividade busca mapear obstáculos que prejudicam o desenvolvimento econômico nos estados
por publicado: 09/03/2020 08h28 última modificação: 09/03/2020 11h42

O Ministério da Economia, por meio da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec/ME), lançou, na manhã desta sexta-feira (6/3) em Fortaleza (CE), o programa de Mobilização pelo Emprego e Produtividade no Estado. O programa, em parceria com Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), está em sua oitava edição, e tem o objetivo de mapear os obstáculos que prejudicam o desenvolvimento econômico nos estados brasileiros e apresentar soluções para ampliar a competitividade das empresas.

“Se simplificarmos a burocracia, num curto prazo conseguiremos gerar milhares de empregos”, Carlos Da Costa

O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, destacou a importância de mobilizar governos locais, empresários e a sociedade civil para simplificar o ambiente de negócios, destravar a economia e gerar emprego e renda. “Se simplificarmos a burocracia, num curto prazo conseguiremos gerar milhares de empregos”, disse. Segundo ele, o caminho é a descentralização das ações do governo federal. “Nosso governo trabalha para isso. Queremos um caminho mais livre, mais moderno”, pontuou.

Carlos Da Costa apresentou aos participantes as seis propostas do governo federal para destravar a produtividade no país: o Simplifica, que retira entraves burocráticos do cotidiano das empresas; o Emprega +; o Concorrência para a Prosperidade; o Pró-Infra; o Brasil 4.0; e o Prospera MPEs. Antes do Ceará, o programa foi levado a outros sete estados: Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná, Bahia, Mato Grosso, Pernambuco e São Paulo.

Cerca de 800 pessoas entre gestores públicos estaduais e municipais, parlamentares, empresários e representantes de entidades do setor produtivo e empreendedores participaram do lançamento. Na ocasião, também foi apresentado aos cearenses o web-aplicativo Mobiliza Brasil – canal pelo qual qualquer cidadão pode sugerir melhorias para o ambiente de negócios de sua região. A ferramenta já está disponível no endereço mobilizabrasil.economia.gov.br e permite reunir sugestões e organizar dados que servirão de subsídios para a elaboração de políticas públicas.

Programa Brasil Mais

Na ocasião, o secretário Carlos Da Costa falou ainda do Programa Brasil Mais, coordenado pelo Ministério da Economia, gerido pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e executado pelo Sebrae e Senai, com o objetivo de aumentar a eficiência das empresas e ampliar a produtividade do setor produtivo e a competitividade do país.

“O Programa Brasil Mais vai afetar cerca de 2 milhões de micro e pequenas empresas com o que há de mais efetivo na capacitação gerencial do empreendedor e 250 mil empresas presenciais, com consultores para aplicar as técnicas mais modernas de gestão e transformação digital”, explicou Da Costa.

Para participar do programa, as empresas devem se cadastrar por meio do portal gov.br/brasilmais, responder a um questionário para avaliar o grau de maturidade, de produtividade e de gestão. Depois dessa etapa, a companhia será encaminhada para o atendimento assistido de um dos parceiros do Brasil Mais: Sebrae ou Senai.