Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Agosto > Volume de debêntures incentivadas é o maior da série histórica

Economia

Volume de debêntures incentivadas é o maior da série histórica

Título de Crédito

De janeiro a julho, as emissões alcançaram R$ 14,3 bilhões, segundo Boletim de Debêntures Incentivadas, da SPE
por publicado: 26/08/2019 07h12 última modificação: 26/08/2019 10h28

As emissões de debêntures incentivadas no período de janeiro a julho foi a maior da série histórica, alcançando R$ 14,3 bilhões. Em todo o ano passado, esse volume alcançou R$ 21,6 bilhões e em 2017, R$ 9,1 bilhões. As informações constam do Boletim Informativo de Debêntures Incentivadas, divulgado nesta segunda-feira (26/8) pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia (SPE/ME). Dados do boletim mostram que foram emitidas R$ 64 bilhões em debêntures desde 2012, início da série histórica (Lei 12.431/2011).

Segundo o coordenador-geral de Reformas Microeconômicas do Ministério da Economia, César de Oliveira Frade, o aumento se deve principalmente ao ambiente favorável da economia e a maiores números de projetos concedidos favorecerem a procura pelos papéis.

No ano passado, 76 empreendimentos fizeram emissão de debêntures no mercado. Até julho deste ano, já foram 49 empreendimentos, sendo o setor de energia onde ocorreram mais emissões. Cerca de 2/3 das debêntures foram adquiridas por fundos de investimentos e por pessoas físicas.

O boletim apresenta o número de projetos autorizados para captar recursos no mercado de capitais, bem como o volume de emissões de debêntures incentivadas, em especial, o mercado de debêntures incentivadas de infraestrutura.

No mercado secundário, nos últimos 12 meses, a negociação de debêntures incentivadas foi superior ao de debêntures não incentivadas, sendo que no mês de julho as debêntures incentivadas apresentaram giro de 5,1% contra 1,8% das debêntures não incentivadas.


Boletim informativo de debêntures incentivadas – Julho de 2019

Na 68ª edição, boletim aponta que emissões de debêntures somaram R$ 14,3 bilhões de janeiro a julho. Desde 2012, foram R$ 64 bilhões emitidos.


Baixar
(formato .pdf – 1,3MB)