Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Agosto > Secretário de Fazenda ressalta importância da coleta de informações para moldar políticas públicas

Economia

Secretário de Fazenda ressalta importância da coleta de informações para moldar políticas públicas

Estatísticas

Waldery Rodrigues fez abertura de workshop, em Brasília, com a presidente do IBGE, Susana Guerra
por publicado: 27/08/2019 13h06 última modificação: 27/08/2019 16h06

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, reiterou na manhã desta terça-feira (27/8), em Brasília, a confiança no protagonismo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) para coleta de informações de qualidade, voltadas ao aperfeiçoamento da análise econômica no país.

“Como o IBGE está vinculado à Secretaria Especial de Fazenda, temos uma interação grande, reforçando sua importância na coordenação do sistema de estatísticas nacional”, frisou, durante a abertura do workshop “O futuro da estatística: uma discussão sobre o uso de registros administrativos no Brasil”.

De acordo com o secretário, o objetivo é aperfeiçoar a geração de informações, evitando que haja retrabalho no coleta dos dados pelos mais diferentes órgãos da administração pública. “O que se espera em termos de geração de informação é que elas sejam sempre mais eficientes e tenham menor custo de produção”, observou.

Waldery destacou que o papel do IBGE é fundamental para que as políticas públicas sejam bem desenhadas. Segundo ele, as leis econômicas são universais, não mudam com o passar dos anos e nem mesmo entre os mais diferentes países. “Porém, o input da análise econômica pode sempre ser melhorado, por exemplo, com dados de qualidade, que tragam implicações no avanço do país”, afirmou.

Desafios

O secretário de Fazenda lembrou que a previsão atual do governo é de crescimento de 0,81% do Produto Interno Bruto (PIB), em 2019, mas informou que há indicadores de que esse número poderá aumentar. “Há reformas em andamento, medidas de estímulo para crescimento do mercado de capitais e medidas de fortalecimento do mercado de crédito”, exemplificou, sempre citando a importância da coleta de dados para elaboração das medidas.

A presidente do IBGE, Susana Guerra, ressaltou no workshop os constantes desafios do órgão, citando a importância de aproveitar os avanços tecnológicos para coleta de informações; o aperfeiçoamento do sistema de armazenamento dos dados, com frequente atualização, assegurando um “cadastro vivo”; a garantia de sigilo e privacidade das informações; a construção de uma comunidade de usuários que se beneficiem dos dados gerados; e a contínua avaliação da qualidade das informações.

“Essa constante avaliação possibilita empregar menos recursos no campo (de coleta dos dados) e mais na qualidade das informações”, analisou.

Também participou do evento a diretora do Banco Mundial, Paloma Casero. Para ela, esse é um tema de interesse internacional, pois o maior capital da modernidade em todo o mundo vem sendo a quantidade de informações geradas e coletadas digitalmente. “Há uma imensa importância em discutir a inovação no âmbito da estatística”, finalizou.